Monday, October 20, 2014

Paisagem com cavalo



















Pintar
E em cada pincelada descobrir novas pinturas
Olhar as nuvens
E descobrir nelas cidades suspensas
Olhar a janela
E ver nos veios da madeira as caras dos nossos conhecidos.

Ver o mundo
Do tamanho como o mundo é para uma formiga
E ver o átomo
E imaginá-lo do tamanho do universo.

Relativizar tudo
Até o tempo
E, depois,
Entrar dentro da pincelada
Com um cá a ver
E outro lá a passear.


(Desenho digital. Pormenor obtido por ampliação e distorção do desenho "Paisagem Indiscreta" existente em Corvomanias)

No comments:

Post a Comment